sábado, 4 de outubro de 2008

O caso dos dez negrinhos

O caso dos dez negrinhos
Agatha Christie (Globo, 2000)

O primeiro livro que eu li de Agatha Christie foi o surpreendente O assassinato de Roger Ackroyd. Mas o que mais medo me causou foi esse, O caso dos dez negrinhos, que li em uma edição do finado Círculo do Livro, uma capa dura cor-de-rosa forte, num formato menor do que o normal. Lembro dos arrepios que eu sentia à medida em que todos os convidados da ilha iam morrendo, até não restar mais ninguém e a gente saber que aquela última personagem não era culpada pelas outras mortes. Quem, então?

É por causa desse sentimento de angústia constante que, ao contrário de vários outros Agatha Christie, não releio esse livro com freqüência. Talvez, até, eu o tenha lido apenas uma ou duas vezes. Mesmo sabendo quem é o assassino, fala mais forte a sensação de solidão, frio e desconfiança naquela mansão ilhada. Brrrrrr.

3 comentários:

César disse...

Quando eu tinha uns 13 anos esse livro foi o maior sucesso na minha turma, todos que liam achavam incrível e comentavam. Agatha Christie por esse período a escritora que eu mais lia, acho que quase todo mundo tem uma fase dessa, não?

Isabel Pinheiro disse...

César, acho que minha fase Agatha Christie nunca passou. Adoro histórias de mistério e ela é mestra nisso, não? Abraço

Cogu Cogumelo disse...

sou fã de agatha christie. supera qualquer escritor do genero.
e o caso dos dez negrinhos é um dos melhores livros dela que ja li.
e realmente da medo.

passa no meu blog e me segue?

www.tocadocogumelo.blogspot.com